• Felipe Chagas

Você foi subvertido, ACORDE

Atualizado: 13 de Ago de 2020


Yuri Bezmenov, ex agente da KGB, foi enfático ao expôr a terminologia soviética de subversão. O termo é manifestado como formas de distração, que geram separação, desestabilização de uma sociedade em todos os âmbitos, para que seja oferecida uma solução... a solução do subversor.


Esta estratégia para destruição de nações já fora citada no livro A Arte da Guerra, do chinês Sun-Tsu (2500 AC). Ele dizia que a pior forma de implantar uma política estatal seria nos campos de batalha, e que a maior arte da guerra é não chegar a lutar. Para se implantar uma política estatal é necessário subverter os valores do país inimigo. O objetivo é degenerar e enfraquecer o subvertido para que o modelo do subversor pareça uma boa solução.


A subversão tem sua base em quatro pilares: desmoralização, desestabilização, crise e guerra civil. Após obter sucesso nos quatro pilares o subversor apresenta uma solução salvadora. Para aplicação do primeiro pilar, a desmoralização, é necessário degenerar os valores morais básicos: religião, educação, vida social, estrutura de poder, relações de trabalho, lei e ordem.


No caso da religião, ele deve ser ridicularizada e fragmentada. Segundo a Enciclopédia Mundial Cristã existem mais de 33 mil denominações cristãs, todas elas com doutrinas e interpretações diferentes de um mesmo livro. No caso da educação, se deve distrair, ensinar assuntos que não serão aplicados à vida. A vida social deve ser burocratizada e separada, por cor, gênero, classe. A estrutura de poder deve ser burocrática, confusa e ter órgãos ou pessoas que não são eleitos por ninguém, por exemplo, a mídia de massa. No que diz respeito às relações de trabalho, a negociação tradicional deve ser destruída, deve ser aplicada a clássica teoria marxista-leninista de troca natural de bens, basta ver o que o governo fez com a Petrobrás e os Correios. Por fim, a lei e ordem se deve construir a ideia de que os militares são como demônios, os policiais são porcos opressores e os assassinos e estupradores são vítimas e devem ser protegidos pelos direitos humanos.


O que fica claro ao entender a abordagem subversiva descrita por Bezmenov é que a sociedade brasileira foi subvertida, assim como um touro corre em direção ao pano vermelho. Pessoas levantam bandeiras, violência contra mulher, violência contra homossexuais, violência contra crianças... por que não apenas contra a violência? Devemos agir coletivamente como um todo, não em pequenos grupos. Como diria Chaplin em O Grande Ditador "não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos!"


Os subversores precisam de uma sociedade burra e fútil, a sabedoria é um grande perigo para esses homens gananciosos. Uma sociedade com amplo conhecimento e senso crítico desenvolvido não pode ser manipulada e explorada. Como disse Osho, "pessoas inteligentes não podem ser subjugadas, não podem ser forçadas a viver uma vida mecânica... elas buscarão sua individualidade, elas terão a fragrância da rebelião ao seu redor, elas vão amar viver em liberdade... liberdade vem com conhecimento... no momento que as pessoas começarem a usar a sua inteligência se tornarão perigosos... perigosos para o sistema, perigosos para as pessoas que estão no poder... perigosos para qualquer tipo de opressão, exploração e repressão, perigosos para as igrejas, perigosas para os estados, perigosos para as nações. Na verdade, o homem com conhecimento é um fogo vivo, uma chama... ele não pode vender a sua vida... ele não pode servir a ninguém... ele prefere morrer do que ser escravizado".

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo