top of page

COMO INICIAR NOS INVESTIMENTOS

Investir no mercado financeiro demanda conhecimento contínuo. O mercado é mutável e volátil, logo o conhecimento é a base fundamental para reduzir riscos.

PERFIL DE INVESTIDOR

Dados financeiros

Antes de começar a investir, é importante entender seus objetivos financeiros e seu perfil de investidor. Você deve se perguntar:

  • Qual é o meu objetivo financeiro? (por exemplo, comprar uma casa, ter uma aposentadoria confortável, viajar)

  • Qual é o meu prazo para alcançar esse objetivo?

  • Qual é o meu perfil de risco? (você é mais conservador ou mais agressivo?)

TIPOS DE INVESTIDOR

1. Conservador: investidores conservadores tendem a priorizar a segurança em seus investimentos. Eles geralmente escolhem investimentos de baixo risco, como a poupança, CDBs e títulos públicos.​

2. Moderado: investidores moderados buscam um equilíbrio entre risco e retorno. Eles estão dispostos a correr um pouco mais de risco em troca de uma rentabilidade maior. Geralmente, investem em fundos de investimento diversificados, ações e títulos privados.

3. Agressivo: investidores agressivos são aqueles que estão dispostos a correr grandes riscos em busca de altos retornos. Eles geralmente investem em ações, fundos de investimento de alto risco e outros ativos que oferecem a possibilidade de altas rentabilidades.

 

​4. Day Trader: investidores que realizam operações de compra e venda de ativos financeiros no mesmo dia, buscando aproveitar as variações de preço no curto prazo.

 

5. Buy and Hold: investidores que buscam comprar ativos financeiros para mantê-los a longo prazo, geralmente com o objetivo de obter ganhos com a valorização do ativo e dividendos.

TIPOS DE CARTEIRAS

Abaixo seguem algumas sugestões de carteiras de investimentos elaboradas por grandes empresas do mercado:

Carteiras-de-investimentos-para-2022.webp

(Arte: Leonardo Albertino)

Gráfico de barra

O PERCURSO DOS INVESTIMENTOS

1. Descubra o seu perfil de investidor;

2. Defina seus objetivos e metas de investimentos;

3. Escolha a sua corretora de investimentos;

4. Construa a sua reserva financeira em 6 a 12x o valor do seu custo de vida;

5. Defina seus aportes mensais;

6. Diversifique para reduzir os riscos;

7. Avalie constantemente o desempenho da sua carteira.

EXEMPLO DE ESTRUTURA DE PLANEJAMENTO

Custo de Vida: R$5.000,00

Perfil de Investidor: conservador

Objetivo de investimentos: aposentadoria privada; renda passiva de dez salários mínimos (longo prazo)

Reserva Financeira: R$30.000,00 (6x o custo de vida mensal)

 

Aportes Mensais:

   Ano 1: R$200,00

   Ano 2: R$400,00

   Ano 3: R$600,00

   Ano 4: R$1.000,00

   Ano 5: R$1.000,00

 

Rentabilidade anual mínima: 10%

 

Composição da carteira:

Ano 1: 100% renda fixa (80% tesouro direto, tesouro selic e tesouro IPCA +; 20% CDB's mínimo de 120% do CDI).

Ano 2: 90% renda fixa; 10% de fundos imobiliários.

Ano 3: 80% renda fixa; 20% de fundos imobiliários.

Ano 4: 60% renda fixa; 35% de fundos imobiliários; 5% ações.

Ano 5: 40% renda fixa; 50% de fundos imobiliários; 10% ações.

OBS: A reserva financeira deve ser ajustada anualmente de acordo com o custo de vida.

Capa Cursos.jpg

MAIS CONTEÚDOS SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

OBS: O nosso conteúdo é meramente educativo. Nós não fazemos recomendações financeiras. Antes de realizar investimentos estude ou busque auxílio de um analista financeiro profissional. 

bottom of page